Capital de giro: entenda o que é e como administrá-lo

9 de março de 2022 Capital de Giro
Compartilhe

Todo administrador de empresa, seja pequena ou grande, precisa entender sobre capital de giro. Este é um dos conceitos mais básicos, e que fazem muita diferença no gerenciamento do seu negócio.

Entender o que é capital de giro e saber calculá-lo é sem dúvida essencial. Dessa forma, trouxemos para você, neste artigo, muitas informações valiosas. Nossa intenção é que após a leitura você tenha conseguido entender mais sobre o capital de giro e sua importância na administração do seu negócio.

O que é capital de giro

O capital de giro é um ativo importante para qualquer empresa. O capital de giro é composto pelos recursos necessários para manter sua empresa funcionando adequadamente. Estes recursos podem ser:

  • Dinheiro
  • Crédito
  • Estoque
  • Etc

Capital de giro para empresas

Um dos principais cálculos que se faz no início de uma empresa, é de qual o valor necessário para que ela funcione plenamente. Toda empresa tem alguns custos mais ou menos fixos, que estarão lá mesmo que você não tenha tido nenhuma entrada financeira. Alguns desses custos:

  • Salários
  • Impostos
  • Internet
  • Energia
  • Salários
  • Compras de estoque e suprimentos
  • Aluguel
  • Telefone
  • Etc

Todos esses são custos que sempre serão gerados, quer a empresa consiga realizar vendas ou não. Nesse sentido, o capital de giro vem como uma excelente ferramenta para ajudar nesse controle. Ele calcula estes custos e dá a você, gestor, uma visão de quanto precisa ter na reserva para garantir essas contas no pior cenário. 

A maioria das empresas possui outros ativos como maquinário, investimentos e afins. No entanto, não é possível liquidá-los rapidamente a fim de usar o dinheiro na manutenção da empresa. 

É essencial manter valores referentes ao capital de giro da empresa como reserva de fácil acesso. Um bom gestor sempre está preparado para o pior cenário. Dessa forma, é possível garantir que a empresa atravesse crises sérias sem fechar as portas.

Quando uma empresa mantém esse tipo de reserva, é possível oferecer facilidades aos clientes e organizar melhor a empresa sem, contudo, prejudicar sua lucratividade. Dessa forma você pode oferecer financiamentos aos clientes, investir em estoque, pagar contas adiantadas a fim de buscar descontos e outros.

Tipos de capital de giro

Há basicamente 4 principais tipos de capital de giro. Veja quais são eles.

Capital de giro negativo

Acontece quando a empresa gasta mais do que recebe. No entanto, não necessariamente significa um cenário ruim. Isso porque, quando uma empresa vai expandir, por exemplo, é normal que haja mais investimentos que recebimentos.

Capital de giro positivo

É o caso das empresas que gastam menos do que recebem. Numa situação assim, a empresa se sustenta naturalmente. Nesse cenário o gestor pode optar por manter a situação como está e estagnar a empresa, ou aproveitar uma parte do recurso excedente para reinvestir.

Capital de giro líquido

Aqui leva-se em consideração o total de recursos da empresa, com exceção dos ativos não circulantes como imóveis e bens. Estes normalmente são excluídos pois não é possível convertê-los em dinheiro rapidamente.

Investimento em capital de giro

É a parte dos recursos destinados a cobrir custos que o negócio terá quando decide investir. Esse investimento pode ser no maquinário, mudança de endereço, etc. O ideal é manter um bom equilíbrio aqui para que, mesmo com esse investimento, ainda sobrem recursos para a manutenção da empresa.

Para quanto tempo é preciso garantir o capital de giro

No geral, a maior parte do planejamento de uma empresa visa os próximos 6 meses a 1 ano. Como dissemos, na hora de planejar é preciso prever sempre o pior cenário. E o pior cenário é quando uma empresa não realiza nenhuma venda, mas mantém todos os seus serviços funcionando plenamente.

O ideal então é calcular quando a empresa tem de gastar em um mês e multiplicar esse valor por 6. Dessa forma, você pode manter a empresa funcionando no pior cenário por esse período de tempo, sem fechar as portas.

É claro que quanto mais tempo você conseguir manter uma empresa plenamente funcional, melhor. Portanto, capital de giro nunca é demais. No entanto, 6 meses é um período razoável.

Como calcular capital de giro em 3 passos

Para fazer o cálculo de forma adequada é preciso, antes de mais nada, organização e planejamento. Essa tarefa se torna simples quando o setor financeiro é bem organizado e detalhado, de forma a fornecer todos os dados necessários de forma rápida e prática. Para fazer o cálculo adequadamente, é preciso ter um balancete ou controle gerencial da empresa atualizados.

Para fazer este cálculo é relativamente simples:

  1. Calcule o valor do seu Ativo Circulante
  2. Calcule o valor do seu Passivo Circulante
  3. Agora faça o cálculo: Ativo Circulante – Passivo Circulante = Capital de Giro Líquido

Ativo Circulante e Passivo Circulante

Se você ficou em dúvida sobre estes dois conceitos, vamos entendê-los rapidamente.

  • Ativo Circulante – são os ativos do seu negócio que você consegue converter em dinheiro de forma rápida. Alguns ativos circulantes: dinheiro e equivalentes, inventário, contas a receber, títulos que podem ser comercializados, despesas pré-pagas etc.
  • Passivo Circulante – são as obrigações financeiras do seu negócio. Alguns passivos circulantes: contas e notas a pagar, parcela atual de dívida de longo prazo, passivos acumulados, receitas não obtidas etc.

9 dicas para manter um bom capital de giro

Na hora de garantir um bom capital de giro, dicas sempre são bem-vindas, certo? Separamos algumas que podem facilitar sua vida na hora de garantir um bom fluxo de dinheiro.

  1. Faça um pente fino identificando e cortando gastos. Descubra custos que podem ser diminuídos e gastos desnecessários e corte-os.
  2. Seja disciplinado. Você precisa gerenciar muito bem esses valores. Não use o capital de giro para cobrir pequenas despesas. Se for inevitável usá-lo ponha em prática imediatamente um plano para repor o valor utilizado. 
  3. Negocie com fornecedores e clientes. A capacidade de negociar pode te abrir muitas portas. Negocie valores, parcelamentos ou aumentos de prazo se necessário. Quando pagar adiantado, peça descontos, em pagamentos à vista também. O negócio precisa ser bom para ambas as partes sempre. 
  4. Tenha cuidado com empréstimos e antecipações de pagamentos. Muitas empresas recorrem a empréstimos para garantir um bom capital de giro. Essa realmente pode ser uma boa opção. Mas antes de se decidir, faça um bom planejamento, verifique juros e se sua empresa vai realmente ter condições de quitar essas dívidas futuramente. 
  5. Mantenha um planejamento estratégico. Isso garante que você tenha mais previsibilidade sobre os custos do seu negócio e não seja pego desprevenido. 
  6. Faça um bom controle de estoque. Aqui o planejamento é essencial. Não é bom ter mercadoria parada, mas, ao mesmo tempo, pode ser interessante comprar mais produtos em promoções. No entanto, com produtos parados há muito tempo vale a pena investir em promoções ou reduções de preço.
  7. Mantenha o fluxo de caixa em dia. Essa é uma forma de saber sempre o que há para pagar, o que há para receber e, a partir disso, planejar-se melhor.
  8. Invista em um bom sistema de cobrança. É a melhor forma de conseguir diminuir a inadimplência e garantir que você não acabe com muito dinheiro a receber parado. 
  9. Se necessário, terceirize seu financeiro. Muitas vezes esta organização é muito complexa, e sabemos disso. Portanto, se você perceber muitas falhas, ou decidir economizar e ao mesmo tempo ter uma equipe especializada, considere terceirizar o setor financeiro do seu negócio. 

Relembrando

Este artigo trouxe diversas informações importantes sobre o capital de giro. Vamos relembrar o que vimos aqui:

  1. O que é capital de giro
  2. Capital de giro para empresas
  3. Tipos de capital de giro
  4. Para quanto tempo é preciso garantir o capital de giro
  5. Como calcular capital de giro em 3 passos
  6. 9 dicas para manter um bom capital de giro

Conte com um time de especialistas

Na Previsa, uma empresa de contabilidade que está no mercado há 40 anos, nosso time está sempre atento para buscar as melhores experiências e fornecer um atendimento personalizado desde o primeiro contato. Nossos profissionais, além de ampla experiência em relacionamento, são proativos, objetivos e estão altamente preparados para atender e encantar.

Fale com um de nossos consultores e descubra como também podemos ajudar a sua empresa a crescer!

Banner Geral Orçamento
Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *