Como funcionam as franquias/planos de Provedores de Internet

24 de setembro de 2019 Como funcionam as Franquias
Compartilhe

Como funcionam as franquias/planos de Provedores de Internet

Bom dia, empresário! Como estão suas programações do dia? Esperamos que esteja tudo certo para o nosso bate papo de hoje, pois, hoje, vamos conversar sobre algo de seu interesse direto. Sabe o que é uma franquia de internet? E como funciona? Sabia que o modelo atual de internet já é utilizado a muito tempo no mercado? Pois é… Temos muito o que conversar. Separa um espaço em sua agenda, acomode-se na cadeira e relaxe… Porque, agora, é nossa hora de falar.

Pois bem… Primeiramente, conforme já mencionamos logo acima, o modelo de franquia de internet já é utilizado no mercado há muito tempo, na oferta de planos para smartfones e dispositivos móveis. Porém, a partir de 2016, o foco das atenções e os olhos atentos têm se voltado com maior zelo para esse tipo de serviço. O motivo? Alguns provedores decidiram mudar os planos de banda larga para o mesmo formato. Ou seja, pequenos e grandes provedores de internet estão trabalhando de forma muito semelhante. E isso, meu caro, pode ser uma mina de ouro para você.

Então, para que seu negócio possa desfrutar adequadamente das franquias para provedores de internet, é necessário ter conhecimento mais assertivo sobre o que são e como funcionam, certo?

O que são franquias/planos de Provedores de Internet?

Basicamente, trata-se de um modelo de plano de navegação que limita o consumo de dados do usuário a uma quantia fixa. Assim, todo o uso da rede é acompanhado, e quando o proprietário do plano chega ao máximo do seu pacote, ele é interrompido ou tem a sua velocidade reduzida. Sabe quando a TIM envia um sms informando que seu pacote de dados chegou a 80% (ou 100%)? Pois é… Essa é a ideia que reina por aqui.

Sobre as formas de caracterizar o serviço, para que pareça o mais tranquilo possível aos olhos do cliente, os modelos de franquia podem variar de acordo com o provedor e suas ofertas e opções. Algumas empresas optam por apenas reduzir a velocidade de navegação para seus usuários, por exemplo, enquanto outras interrompem o fornecimento e permitem que eles comprem pacotes adicionais de dados. Tudo depende do serviço escolhido por você e da empresa selecionada. Entende?

Mas, sobre isso, tem um adendo importantíssimo de ser analisado: o Projeto de Lei 174/2016 do Senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), que propõe vetar completamente o uso do modelo de franquia de internet em planos de banda larga. Ou seja, a limitação ou interrupção (em caso de banda larga) não pode ocorrer. Isso é bem interessante, partindo do pressuposto que, ao selecionar uma banda larga, você e sua empresa podem compreender que o limite de um “pacote de dados” precisa ser o mais abrangente possível, certo?

Porém, a verdade atual é que a referida proposta ainda está parada na Câmara Federal desde 2017. Enquanto ela não for aprovada, não existe uma lei que proíbe a prática pelos provedores, apenas as limitações da ANATEL.

Deu para entender o que está sendo contratado por sua empresa?

Pois bem, compreendemos que trata-se de algo que, a priori, não é muito bem visto aos olhos dos empresários e, exatamente por isso, compreendemos que sua cabeça deve estar com pensamentos como: por qual motivo alguns provedores ainda defendem esse tipo de prestação de serviços?

Bem, de forma resumida, grandes entidades do setor de telecomunicações defendem que o modelo de franquias para internet banda larga é necessário para que novos modelos de negócio sejam criados, garantindo mais benefícios aos clientes — especialmente aqueles que compõem a população mais pobre. Primordialmente se pensarmos que a internet é para todos… Ou seja, isso auxiliaria que os provedores pudessem prestar o serviço a todas as camadas da comunidade sem ter grandes prejuízos.

Isso se justificaria porque, quando a rede é compartilhada de forma ilimitada, o número de usuários é limitado e a qualidade cai, enquanto, num modelo de franquias, cada um usa exatamente aquilo pelo que paga. Em outras palavras, as empresas alegam que poderiam criar planos mais acessíveis em seus serviços.

Outro argumento usado para defender a prática de franquia de internet é de que o oferecimento de internet ilimitada incentiva um comportamento de consumo inconsciente entre os usuários. Isso acontece porque muitas pessoas, principalmente em áreas pobres, compartilham suas assinaturas de dados com outras residências, mesmo isso sendo uma prática proibida pela ANATEL (podendo resultar em multa de até R$10 mil reais).

Ou seja, fatores a favor da utilização de franquias são relevantes e devem ser levados em consideração. Principalmente para garantir que todos tenham como usufruir do acesso à internet.

Em resumo, de uma forma geral

Notamos que, apesar de antigo e muito discutido em anos anteriores, o assunto sobre franquias de internet em planos de banda larga, com as mesmas características usadas em serviços móveis ainda é relevante atualmente.

Isso porque, como dissemos, o projeto de lei que proíbe a prática nunca chegou a ser aprovado — logo, as grandes operadoras insistem em seu uso e trazem o assunto à tona constantemente, solicitando que a ANATEL reavalie suas limitações sobre a prática.

Neste sentido, é importante que os consumidores que não concordam com a prática continuem acompanhando as notícias sobre o tema, para compreender os impactos de novas mudanças no seu dia a dia. Além disso, é indicado avaliar como o seu provedor atual se posiciona sobre o assunto, optando por aqueles que acreditam no oferecimento de planos sem restrições.

Enfim, gostou da leitura? Agora que você já compreendeu um pouco sobre como funcionam as franquias para provedores de internet, que tal dar uma passeada pelo nosso blog? Temos muitos outros bate papos voltados para telecomunicações. Vamos conversar?

 

 

ebook TELECOM

 

Fale com a Previsa

Entre em contato já! Podemos ajudar você hoje!

Solicite uma consultoria e descubra o caminho mais seguro, econômico e rápido para o que você precisa no momento:

www.previsa.com.br   +  31 3244-3100  Whatsapp: + 31 99967-7662

Leia também:

5 passos essenciais ao abrir empresa de Telecom

Telecom: contratar um contador ou começar a empresa sem auxílio?

Contabilidade especializada em Telecom X Contabilidade convencional: qual a melhor opção para sua empresa?

Como devo trabalhar SVA X SCM na minha empresa de Telecom?

Seleção de fornecedores: 8 critérios que vão ajudar a sua empresa de Telecom

 

Se você gostou deste artigo e quer saber como a Previsa Contabilidade também pode ajudar o seu negócio, entre em contato conosco.

Blog: http://previsa.com.br/blog
Facebook: https://www.facebook.com/previsacontabilidade
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCNnAbF8ms6SzsW6oxr9ufBw
Twitter: https://twitter.com/previsa

  Whatsapp: 55 31 9 9954 0537

Solicite um orçamento
Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *