Crise: alternativas que vão além do corte de custos!

5 de abril de 2016
Compartilhe

Em tempos de crise econômica, a solução para a maioria das empresas é cortar custos para poder garantir a sua sobrevivência no mercado.

O maior desafio dessas organizações é conseguir cortar custos sem perder na qualidade de seus serviços nem prejudicar a eficácia do seu negócio. Muitas empresas cortam o cafezinho da tarde, mas os gastos expressivos que poderiam ser minimizados ou totalmente extintos, acabam sendo deixados de lado. Por isso, é importante pensar bem e avaliar quais aspectos são de fato necessários e quais devem ser reformulados.

Melhorar a eficiência

Antes de pensar em cortar custos, é importante elaborar um plano de aumento de eficiência. Pode soar contraditório, mas essa ação é essencial para reestruturação do seu negócio. Ao fazer o seu plano detalhadamente, serão mais claros quais custos são dispensáveis e não farão diferença alguma na qualidade de seus serviços e quais deles podem ser efetivamente cortados. A automação de processos pode ser uma grande aliada nessa etapa.

Terceirizar serviços

Esse é um aspecto que merece atenção, especialmente na hora de escolher a empresa terceirizada, pois, o barato pode sair caro. Terceirizar é sim uma boa saída em muitos casos para baixar os custos, mas a qualidade dos serviços prestados também precisa estar à altura do que a sua empresa necessita. Do contrário, vale a pena manter os serviços internos e cortar custos em outros setores.

Negociar com fornecedores

Na crise, o mercado fica desfavorável para todos. Mas, é nesse momento que o gestor pode (e deve!) renegociar preços de serviços e de produtos da empresa ou até mesmo conseguir descontos. Caso essa negociação não seja possível, é interessante ir atrás de novos parceiros, com preços melhores e mais compatíveis com a realidade da empresa.

Melhorar o fluxo de caixa

Um fluxo de caixa irregular normalmente ocorre devido à volatilidade dos custos e das receitas de uma empresa. Como os custos geralmente são mais previsíveis, o que mais afeta de fato o fluxo de caixa de uma empresa são as receitas. Por isso, quem deseja melhorar o fluxo de caixa precisa criar um fluxo regular de receitas.

Ter um fluxo de caixa saudável é algo essencial para uma empresa, independentemente do seu porte. Mas, para que isso aconteça, é imprescindível envolver os responsáveis das mais diversas áreas, cujas decisões impactam diretamente no caixa. Ao mesmo tempo, o gestor precisa compatibilizar as entradas e saídas de dinheiro e ativos, de forma a manter ao máximo o equilíbrio do fluxo de caixa.

Assim, é possível gerenciar o negócio com mais exatidão, sem gerar problemas no seu fluxo de caixa e também pode estimar quais são os períodos que mais exigem injeção de capital e quais são aqueles nos quais se podem cortar custos de forma mais assertiva.

Usar o marketing digital a favor da empresa

O marketing digital é essencial para que a empresa faça a promoção de seus produtos/serviços com a divulgação pelos meios eletrônicos, de forma que a mensagem chegue ao cliente de forma personalizada, relevante, eficiente e rápida. Ou seja, o marketing digital é uma ferramenta poderosa para atrair novos clientes, através dos canais digitais.

E, ao invés de investir em grandes propagandas ou em agencias de marketing em tempos de crise, o ideal é investir em um blog para a sua empresa, com conteúdo interessante e de qualidade, de forma a atrair a atenção de clientes em potencial. As redes sociais também são um excelente meio de divulgação, já que as publicações conseguem atingir um grande número de pessoas.

E quanto mais a empresa posta e divulga seus produtos/serviços, maior é o alcance das postagens e repercussão das mesmas. Por isso, invista sem medo nas redes sociais!

E a sua empresa, já adotou alguma dessas práticas para cortar custos ou criou alguma alternativa para os tempos de crise? Em quais departamentos?  Entre em contato conosco e tire suas dúvidas!
Previsa - Baixe nosso eBook: Guia do Sucesso para Abertura de EmpresasFale com a Previsa

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *