Qual a diferença entre provedor e servidor

10 de maio de 2021 Provedor e Servidor
Compartilhe

Vamos supor que a conexão com a internet caiu. Para quem você liga, provedor e servidor? E quando o serviço de e-mail fica fora do ar ou apresenta lentidão, a falha é de quem?

Se você ficou na dúvida para responder às perguntas acima, é provável que não saiba ao certo a definição dos termos provedor e servidor. Assim como grande parte da população, confunde a função de cada um no ambiente digital. E isso é mais comum do que se imagina.

O universo da Tecnologia da Informação é cheio de termos técnicos e, nem sempre, a definição é clara para todos, sobretudo para os usuários mais leigos.

É certo que, para quem usa a web como meio de trabalho, diversão e comunicação, conhecer o significado de todos os termos é, digamos, desnecessário. Mas dois deles – provedor e servidor – são importantes e podem facilitar o dia a dia.

Então, leia este artigo até o fim e entenda de uma vez por todas a diferença entre provedor e servidor.

O que é provedor

O termo engloba dois serviços relacionados ao acesso web. Um deles, o Internet Service Provider (ISP) – provedor de acesso à internet, em bom português – é o nome técnico dado às operadoras de telecomunicação responsáveis por intermediar a autenticação do usuário no servidor e distribuir o sinal de internet.

Também são provedoras as empresas que oferecem serviço de hospedagem de site. A função é basicamente armazenar todos os dados de um portal para que fiquem disponíveis e atualizados a qualquer pessoa que acesse o endereço daquele site.

Provedor de internet

Esse tipo de provedor é o responsável pelo acesso ao mundo virtual. Ou seja, elas fornecem a conexão, permitindo que o internauta navegue nos dispositivos, como computador, laptop, smartphone, tablet e outros.

Os provedores podem disponibilizar o acesso à internet duas formas: via dial-up ou por banda larga. A primeira, também conhecida como internet discada, utiliza linhas telefônicas para fazer a conexão. Esse modelo foi muito utilizado no final dos anos 1990 e início dos anos 2000, quando a internet ainda estava se popularizando no Brasil e não era item essencial nas residências e escritórios. Na época, os provedores mais utilizados eram das empresas IG, UOL e Terra.

Já a banda larga é a conexão mais utilizada atualmente. Ela pode ser feita por meio de modem, satélite e ethernet, além de funcionar por cabos, fios e wi-fi. Ao assinar um plano de conexão, o usuário pode escolher entre as diversas ofertas de velocidade de acordo com a necessidade.

No Brasil, existem mais de 400 empresas provedoras, divididas em duas categorias: as nacionais e as regionais. As de grande porte e mais conhecidas dos usuários, são responsáveis pelos planos de internet mais populares no país:

  • Claro
  • Oi
  • Sky
  • Tim
  • Vivo

Já as regionais são operadoras de pequeno e médio porte que atendem, principalmente, bairros periféricos, cidades do interior e zona rural, onde as líderes de mercado não chegam. Apesar da abrangência das gigantes nacionais, os provedores regionais detêm atualmente a maior fatia do mercado, concentrando 65% de todos os acessos à internet no Brasil.

Alguns exemplos são:

  • Alfa Telecom
  • Algar
  • Enter IW
  • Logtel Telecom
  • Pronto Net
  • R7 Telecom
  • Sercomtel
  • Viamarte Telecom
  • Vmax Telecom

Provedor de hospedagem

Para que possamos visualizar os sites, é necessário que os dados estejam armazenados em um provedor. Isso inclui não só as informações que são visualizadas pelos usuários – como artigos, matérias, fotos e vídeos – como a definição de cores usadas no site, quantidade de páginas, localização de menus e botões de ação, entre outros.

Para efeito de comparação, podemos dizer que o site é o escritório da empresa; já o provedor é a imobiliária que alugou a sala. Isso quer dizer que, não é possível existir um endereço, seja físico ou virtual, se não houver um local para se instalar.

Existem diversos provedores de hospedagem, tanto pagos quanto gratuitos. Entre eles podemos citar:

  • UOL Host
  • GoDaddy
  • Locaweb
  • HostGator
  • Hostinger

O que é servidor

Saímos do âmbito virtual para o material. Diferente do provedor, o servidor é um equipamento que filtra as informações que são recebidas e enviadas pela internet. Para funcionar corretamente, o servidor não pode ser desligado, devendo ficar em funcionamento 24 horas.

É por meio do servidor que as empresas controlam o acesso dos seus colaboradores, podendo bloquear determinados sites, visualizar o histórico de navegação e mensagens trocadas em chats. Tudo isso conectando ao servidor, sem a necessidade de logar na máquina do profissional.

Por reunir muitas informações, o servidor deve ser um computador dedicado e robusto, com memória capaz de armazenar dados e arquivos de todos os usuários da empresa, realizar backups periódicos, e executar softwares.

Para facilitar o entendimento, os servidores são divididos por tipos, como veremos a seguir.

  • FTP: esse tipo de servidor permite que usuários acessem os arquivos armazenados utilizando a internet. Para aumentar a segurança dos dados, ele pode ser acessado mediante senha.
  • Proxy: a principal vantagem é estabelecer uma conexão mais rápida e segura. Isso porque ele guarda, em cache, os dados das páginas já acessadas. Além disso, o endereço de IP, que identifica a máquina de acesso, fica oculto.
  • Web: disponibiliza o conteúdo de sites e blogs. O acesso deve ser feito através de navegadores, como Firefox, Mozilla, Safari e Edge.
  • Nuvem: esse tipo de servidor armazena as informações em nuvens, o que aumenta consideravelmente o desempenho da máquina.
  • E-mail: equipamento cuja função é enviar, receber e armazenar mensagens de e-mails. A cada contato, o servidor é acionado e autoriza, ou não, a transmissão por correio eletrônico.

Conclusão

Apesar de estarem diretamente ligados, provedor e servidor são conceitos bem diferentes. Para não confundir os dois serviços, pense no sinônimo de cada palavra. Provedor é o que provem, que fornece, ou seja, quem disponibiliza a conexão.

Já o servidor pode ser entendido como funcionário, ou seja, o que verifica, libera as informações e entrega o serviço.

Quer saber como saber mais sobre provedor e servidor?

Ainda não possui uma contabilidade para provedor de internet? Tudo bem! Que tal entrar em contato com a gente? A Equipe Previsa terá um imenso prazer em receber você e sua associação. Ficamos te esperando!

Como trocar de contabilidade passo a passo

Sobre a PREVISA CONTABILIDADE

Criada há mais de 40 anos, a PREVISA CONTABILIDADE tem como objetivo assessorar os clientes em todas as áreas de seu negócio. Para tanto, a empresa atende segmentos específicos de mercado, além de negócios de diferentes tamanhos. Uma das características da Previsa é seu atendimento com excelência de contabilidade para empresas de tecnologia.

 

Fale com a Previsa

Entre em contato já! Podemos ajudar você hoje!

Solicite uma consultoria e descubra o caminho mais seguro, econômico e rápido para o que você precisa no momento:

www.previsa.com.br   +  31 3244-3100  Whatsapp: + 31 97196-0369

Banner ISP
Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *