8 passos para começar seu restaurante de sucesso

5 de abril de 2019 8 passos para começar meu restaurante

8 passos para começar seu restaurante de sucesso

Atualmente, com todo o crescimento das grandes comunidades e com a atualização do mundo moderno, aumenta constantemente o número de horas trabalhadas e diminui drasticamente a quantidade de horas ociosas. Pensando nisso, os restaurantes e franquias de delivery também vem apenas crescendo (pensando em suprir a demanda de pouco tempo e muita fome), e esta é a opinião de uma empresa de contabilidade com experiência em contabilidade para restaurante há décadas.

Está pensando em abrir seu próprio negócio e ainda não tem ideia de qual setor investir? Como contabilidade para restaurante, temos uma dica: invista no mercado alimentício! Trata-se de um dos mais fortes da economia brasileira. E você, conhecendo esse mercado e sabendo cozinhar e elaborar pratos divinos tem fortes tendências de conseguir se sair muito bem.

Porém, é importante ressaltar, saber cozinhar não é tudo! E, claramente, não é o suficiente para ser bem sucedido nesse mercado. Pensando nisso, decidimos mostrar algumas dicas importantes e necessárias para que você se dê bem nesse setor. Vamos lá?

1 – Conheça o mercado

O conhecimento é uma arma preciosa e pode ser (sempre) utilizado a favor do empreendedor. Lembre-se que o amor pela culinária é importante, mas, como dito anteriormente, não é o bastante para abrir um restaurante.

É preciso conhecer o mercado. Saber onde está a maior demanda. E, inclusive, ter em mente que a vida de um proprietário de restaurante inclui trabalho durante a noite e no decorrer dos finais de semana (trabalha no horário em que normalmente as pessoas estão descansando ou divertindo). Inclui também conhecer um pouco ou ter assessoria de uma empresa de contabilidade para restaurante, a especialização pode trazer grande economia tributária.

Caso não concorde com algo, será a hora de analisar seus objetivos.

2 – Seja burocrático

Como você seguiu nossa primeira dica, agora, você já sabe que abrir uma empresa demanda toda uma burocracia. Então, nossa próxima dica é: formalize-se.

É importante fazer tudo certinho para que seu restaurante não venha a ter problemas futuros. É importante lembrar que existem muitas regras e leis voltadas apenas para restaurantes (até em decorrência de regulamentações sanitárias). Aí é hora de consultar sua contabilidade para restaurante ou uma empresa de legalização ou serviços paralegais.

Talvez, essa seja a hora de visitar a Vigilância Sanitária da cidade em que você vai abrir o seu restaurante e se informar sobre todos os documentos que você precisa e quais regulamentações específicas.

3 – Conheça a região

Notamos que, em diversas situações, o empresário decide abrir seu restaurante pensando, primeiramente, na região.

Por exemplo, um imóvel interessante ficou disponível em uma região X, você já tem planos de abrir seu negócio: olha vem só! Uma oportunidade! Voltando na primeira dica, um ato muito importante é pesquisar e conhecer o que acontece na região escolhida.

É essencial ter em mente conhecer seu ponto comercial para entender seu público alvo. Além disso, conhecer essa região ajudará (e muito) a definir seus preços.

4 – Conheça os concorrentes

Conhece a região? Ótimo! Agora, chegou a hora de pesquisar sobre quem trabalha no mesmo setor e em área semelhante a sua.

Na região que você escolheu para abrir seu restaurante, possivelmente, existirão restaurantes diferentes e é de suma importância conhecê-los (será seu momento de espião), bem como conhecer quais as estratégias de preços e marketing que eles possuem.

A concorrência será importante para que você saiba o que é bem consumido pelo público da região, além de ajudar em estabelecer estratégias de preços distintas.

5 – Abrace o marketing

É o seu negócio, meu amigo, e promovê-lo é fundamental.

Tenha em mente que investir em marketing alavancará seu restaurante, ajudará com que a população o conheça, conheça a sua marca, o seu nome. Para seu restaurante, invista, também, na apresentação de seu cardápio. Lembre-se que pessoas são muito visuais e gostam de estética (e isso também é estratégia de marketing).

Associe o cardápio à sua identidade visual. Orne seu restaurante com detalhes que tornem o local aconchegante e que combine com a estética que você quer estabelecer. Estudos comprovam que algumas pessoas voltam aos estabelecimentos pela aparência do mesmo (além da comida… Claro!).

6 – Pense, sempre, em seu estoque

Vislumbre a seguinte imagem: você, em uma noite de sexta, decide ir em seu restaurante preferido para comer seu prato preferido. Foi uma sexta cansativa e tudo que você deseja, agora, é degustar aquela deliciosa comidinha com sua família (ou amigos). Porém, ao chegar lá, o prato não está disponível por um determinado item acaba de acabar no estoque.

Frustrante, não é?

Pois bem, para que isso não ocorra, você precisa ter contato com mais fornecedores (que tal fazer uma pequena cartela?). Isso evitará que você fique “preso” ao estoque de um fornecedor em específico, além de auxiliar no menor gasto possível no momento de compra de ingredientes.

Além disso, uma dica importante sobre seu estoque é sempre ficar de olho nos prazos de validade. Tenha em mente que comprar uma quantidade maior que o que será consumido não é interessante, ok?! Uma vez que boa parte de seu estoque, enquanto restaurante, normalmente tem um prazo de validade mais curto. Porém, comprar pouco também não é o ideal (uma vez que você correrá o risco de ficar sem). Logo, o ideal é encontrar um ponto de equilíbrio. E isso, normalmente, é encontrado com o tempo.

7 – Foco nos funcionários

Não somente no cozinheiro.

É importante ter em mente que os funcionários têm contato direto com seu cliente. Logo, boas contratações são essenciais para um restaurante de sucesso. Além de analisar com bastante cuidado e critério no momento de contratar, lembre-se de treinar adequadamente todos os contratados.

Pense sempre que problemas com o prato (cozinheiro) ou com os demais serviços (atendimento) podem resultar em uma péssima reputação no mercado.

8 – Invista

Não somente seu tão suado dinheiro, mas, invista seu tempo… Sua dedicação!

Quando você cria uma empresa, precisa ter em mente que essa hora vai chegar: a hora de investir no seu projeto! O investimento financeiro pode ser baixo, médio ou alto. Grandes restaurantes começaram pequenos, por isso, não desanime se o seu investimento, por hora, for menor. Além disso, não esqueça que o seu tempo é um grande investimento! Afinal, trata-se da sua ideia, do seu sonho e ninguém melhor do que você para administrar todas as etapas iniciais desse grande estabelecimento que está se formando.

Parabéns pela escolha e, lembre-se, somos especializados em contabilidade para restaurante, estaremos aqui para auxiliá-lo sempre.

 

 

Leia também:

Preciso mesmo contratar um contador para começar meu restaurante?

Canvas: o que é e como potencializar sua estratégia?

Você já conhece o SPIN Selling a melhor técnica de vendas do momento?

Marketing para pequenas empresas: Estratégico x Operacional

 

Fale com a Previsa

Entre em contato já! Podemos ajudar você hoje!

Solicite uma consultoria e descubra o caminho mais seguro, econômico e rápido para o que você precisa no momento:

www.previsa.com.br   +  31 3244-3100  Whatsapp: + 31 99967-7662

 

Solicite um orçamento

Se tiver alguma dúvida, deixe aqui o seu comentário ou entre em contato conosco por meio do site: http://previsa.com.br/contato

Siga-nos também nas redes sociais e inscreva-se no nosso canal para ficar por dentro de todas as novidades do universo da contabilidade.

Facebook: https://www.facebook.com/previsacontabilidade
Twitter: https://twitter.com/previsa
Youtube – Descomplica Previsa: https://goo.gl/zepzly
Blog: http://previsa.co

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *