Como funciona a contabilidade para indústria

10 de setembro de 2021

Registro, organização, análise e geração de demonstrativos financeiros. Essas são as principais tarefas de uma contabilidade para indústria, que não só controla o fluxo de caixa como é responsável por desenvolver um planejamento estratégico com foco no crescimento de uma empresa. Essa regra é válida para negócios de qualquer ramo e porte.

É possível dizer que esse processo contábil descomplicado não contempla o setor industrial, que requer uma contabilidade mais complexa. Isso ocorre pela própria natureza da atividade. Ao produzir a mercadoria, o empreendedor deve considerar valores relacionados não só à matéria-prima como todos os gastos necessários para o desenvolvimento do produto final.

Além disso, a contabilidade para indústria, também chamada de contabilidade de custos, é muito útil em momentos de instabilidade econômica, já que o setor, em geral, é o primeiro a sentir as consequências no âmbito financeiro.

Somente o trabalho minucioso de uma contabilidade especializada em cálculos para indústria é capaz de permitir que o empreendimento registre índices positivos para se manter no mercado.

E é sobre esse tipo de contabilidade que vamos falar hoje.

A contabilidade para Indústria

Enquanto empresas de serviço e comércio precisam apurar alíquotas de impostos em relação ao produto comercializado e calcular valores a serem pagos e recebidos, a contabilidade para indústria deve considerar não só o produto final, mas todo o seu processo fabricação.

O motivo é que todas as etapas de produção geram custos. É preciso avaliar as despesas com matéria-prima, insumos, manufatura e a própria mercadoria. Ainda é necessário considerar gastos com mão-de-obra, energia, água, transporte, embalagem, divulgação, entre outros

Para cada fase do processo, existe regra diferenciada, bem como gastos diversos, que irão gerar o cálculo necessário para a definição do preço final do produto. Somente depois desse valor estabelecido, é que se pode dimensionar a margem de faturamento e lucratividade.

Todo esse processo é dividido em funções supletivas. São elas:

  • Função econômica: aumento patrimonial por meio dos lucros;
  • Função financeira: contratação de financiamentos e investimento no mercado;
  • Função mercantil: aquisição de matéria-prima e comercialização do produto final;
  • Função social: geração de vagas de emprego e bens de utilidade;
  • Função técnica: transformação dos materiais em produto.

O que faz a contabilidade para indústria

Com tantos detalhes a serem observados, o empreendedor deve imaginar que o setor contábil precisa ser robusto, com diversos funcionários. Se escolher manter uma equipe interna, é possível que isso seja necessário, além do investimento em softwares de gestão.

Contudo, uma contabilidade especializada em indústria oferece toda a estrutura necessária e ainda dispõem de programas atualizados, capazes de fazer cálculos, gerar relatórios e fornecer dados suficientes para a tomada de decisão.

Ou seja, possui todo o aparato tecnológico para que o empresário tenha sempre dados consistentes e ainda conta com profissionais capacitados, que entendem o mercado e estão aptos a desenvolver estratégias baseada em informações seguras.

Entre as principais atribuições da contabilidade para indústria, é possível citar:

Fluxo de caixa

Por ter tantas operações financeiras acontecendo diariamente, é preciso manter um rígido controle do fluxo de caixa para que seja possível obter o registro das movimentações financeiras.

Na indústria, existem itens de custo direto e indireto. Ambos são essenciais no processo de produção, sendo o primeiro tendo relação direta com a produção, como aquisição de matéria-prima e contratação de mão-de-obra. Em geral, representa um valor fixo mensal que pode variar em caso de aumento ou redução na produção.

Já o custo indireto refere-se à pagamento de serviços como água e energia elétrica, necessárias para que as máquinas possam funcionar. Porém, esse é um valor estimado, já que é calculado levando em consideração a quantidade utilizada para a produção e o rateio entre outras áreas da empresa que também fazem uso, como para computadores, iluminação, entre outros.

Todos esses gastos devem constar no fluxo de caixa, o que torna a tarefa mais delicada. A contabilidade dispõe de programas específicos que realizam os cálculos e fornecem a quantia que está sendo dispendida para cada ação.

Área tributária

Essa é uma das áreas mais sensíveis de qualquer empresa. No caso da indústria, o setor é responsável por 33% de toda a carga tributária brasileira. Isso quer dizer que a manufatura possui alíquotas altas em relação aos setores de comércio e serviço. Tanto o volume de impostos quanto os valores que são deduzidos representam um grande desafio para indústria.

Entre os impostos que devem ser apurados pelo setor estão:

  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS)
  • Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL)
  • Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ)
  • Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS)
  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI)
  • Programa de Integração Social (PIS)

Dentre eles, destaca-se o IPI, um tributo indireto extrafiscal que influencia diretamente no valor final do produto. Sua incidência e alíquota varia de acordo com o tipo de modalidade da indústria – transformação, beneficiamento, montagem, acondicionamento ou renovação.

Departamento Pessoal

Para que a indústria possa funcionar, é preciso contar com equipes de colaboradores de diferentes setores. Ou seja, é preciso não só ter conhecimento sobre a legislação trabalhista e normas das convenções coletivas relativas às áreas de cada equipe como acompanhar as constantes atualizações. A alta rotatividade no setor de recursos humanos é outro fator que necessita de atenção e pode ser controlado pela contabilidade.

Redução de custos

Uma contabilidade especializada em indústria também irá atuar para reduzir os gastos da empresa em diversos níveis. Por meio de um estudo do fluxo de caixa, é possível determinar quais custos podem ser abatidos ou mesmo eliminados.

Isso inclui não só as contas fixas mensais, como água, energia elétrica, gastos com pessoal e aluguel, até financiamentos e impostos pagos ao governo. Este último, é possível com a readequação do regime tributário.

Outra forma de reduzir os custos da indústria é controlar datas e prazos para pagamentos. Transferir a responsabilidade da conferência diária para uma contabilidade evita atrasos e, consequentemente, os custos com multas e juros.

Uma empresa contábil especializada em gestão de indústria tem capacidade para administrar todas as informações e ainda realizar estudos para desenvolver planejamentos estratégicos de crescimento.

Como funciona a terceirização do financeiro para Indústria

Nesse contexto entra o BPO com a terceirização dos processos contábeis, tributários e administrativos, abrindo o leque para que mais empresas possam se beneficiar com a descentralização das atividades.

Saiba mais sobre Contabilidade para indústria

Tudo bem! Que tal entrar em contato com a gente? A Equipe Previsa terá um imenso prazer em receber você e sua empresa. Já estamos te esperando!

Como trocar de contabilidade passo a passo

Sobre a PREVISA CONTABILIDADE

Criada há mais de 40 anos, a PREVISA CONTABILIDADE tem como objetivo assessorar os clientes em todas as áreas de seu negócio. Para tanto, a empresa atende segmentos específicos de mercado, além de negócios de diferentes tamanhos. Uma das características da Previsa é seu atendimento com excelência de contabilidade para empresas de tecnologia.

 

Fale com a Previsa

Entre em contato já! Podemos ajudar você hoje!

Solicite uma consultoria e descubra o caminho mais seguro, econômico e rápido para o que você precisa no momento:

www.previsa.com.br   +  31 3244-3100  Whatsapp: + 31 99954-0537

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *