Contabilidade consultiva – o início

4 de dezembro de 2019Contabilidade consultiva

Contabilidade consultiva – o início

Começando a conversa com uma simples pergunta: você conhece a contabilidade consultiva? Se sua resposta foi uma grande e sonora negativa, isso já é um indício de que você nem a faz. Ou seja, precisamos, urgentemente, trazer você, meu caro, para uma outra realidade. Interessado em abrir seus horizontes? Então, separe uns minutos na agenda e relaxe… Vamos conversar!

Primeiramente, enquanto contadores, a equipe Previsa (que carinhosamente vos fala) gostaria de retirar o termo “consultiva” da nossa conversa. Consideramos, de uma forma geral, o termo um pouco redundante aqui. Tão redundante quanto dizer que nossos contadores fazem contabilidade…

Mas, que tal já começarmos a focar na Contabilidade Consultiva em si?

Pois bem… Antes de falar um pouco sobre o que ela é, acreditamos que seria interessante retirar de seus ombros alguns estigmas que não deveriam acompanha-la:

1 — Contabilidade Consultiva não é mais um nome bonito que inventaram para que você, meu amigo, tenha mais esse trabalho de saber do que se trata e ver se faz sentido para o seu negócio ou não. Ou seja, tranquilize-se!

2 – Nosso foco, aqui, não é fazer com que você adquira mil quinhentos e cinquenta e sete softwares de automatização de processos contábeis. Apesar de tais softwares serem importantes, a Contabilidade Consultiva não é sobre isso. Logo, acalme-se!

Então, sabemos do que NÃO se trata a Contabilidade Consultiva. Mas, do que ela se trata?

 Contabilidade Consultiva nada mais é que um lindo modelo de negócios. Nele, o contador atua de forma mais próxima dos empresários, com o foco no relacionamento com o cliente, utilizando-se da Ciência da Contabilidade para diagnosticar e cuidar da saúde das pequenas empresas, levando-as à riqueza e à prosperidade.

A Contabilidade Consultiva é a representatividade da saúde e do sucesso da empresa.

Vamos partir do pressuposto da seguinte frase: “O trabalho do contador começa quando o balancete fica pronto”. E, a partir dela, vamos responder a seguinte questão: você concorda com isso?

Se não… Bem… Chegou a hora de analisar com mais carinho essa questão. Essa simples frase carrega muita verdade! O seu trabalho, enquanto contador, começa quando o balancete fica pronto. Cabe ressaltar que não estamos nos referindo ao trabalho de você bater o olho no ativo e no passivo e achar umas contas viradas ou de você achar erros de lançamento contábil. Isso, meu caro, é mera conferência.

Estamos falando de ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO daquela informação contida ali

Informação, inclusive, que está muito além daquele relatório feioso, preto e branco e sem graça que é esse tal de balanço. De acordo com essa análise, você conseguiria saber se uma empresa está em situação de insolvência financeira? Ou de impedir que uma empresa vá à falência?

A resposta assertiva para essas e outras perguntas decorrentes da análise do balancete vem da Contabilidade Consultiva.

Sabe por que? Porque essa informação não está no balancete. Quer dizer, ela está. Mas está escondida. E você precisa encontrar e saber analisar os indicadores “X9” que vão denunciar o estado de saúde daquela empresa.

Com a análise desses indicadores em mãos, você terá elementos suficientes para saber agir preventivamente e ajudar o empresário a escolher o melhor caminho a ser seguido, rumo a uma gestão com EFICÁCIA MÁXIMA – a tão linda tomada de decisões se fará de forma muito mais eficaz.

Em resumo a contabilidade consultiva é….

A Contabilidade Consultiva seria um produto palpável e aplicável de tudo que você vem aprendendo desde o início da sua decisão de ser contador – a ideia de que a contabilidade em si é a ferramenta que auxilia na tomada de decisões. O contador se faz, pois, “a mão direita do rei”.

Mas, estando na posição de “mão direita”, não basta você apenas saber do seu grande poder e se intitular um cientista contábil. É preciso aplicar a Contabilidade Consultiva na prática e transformar, profundamente, a vida das empresas e dos empresários, seus clientes.

Então, temos uma nova pergunta: como fazer a Contabilidade Consultiva?

Conscientize-se! Para colocar a Contabilidade Consultiva em prática, você precisa ter em mente 3 simples coisinhas:

  • Este trabalho se equipara ao de um médico de empresas. Ou seja, você precisa cuidar da saúde da empresa que está prestando serviço – evitando, sempre, que elas venham a falecer por uma doença financeira.
  • O cliente não sabe o que é contabilidade na prática. Ele pode até achar que sabe, mas, em verdade vos digo, ele não sabe. Ele acha que não precisa disso. Ele acha que se tiver passando por problemas financeiros, ele vai contratar um consultor empresarial genérico (que não domina a contabilidade) e que cobra $550 a hora.
  • O contador se formou a um tempo e, no dia da colação, fez um juramento que consistia em exercer sua profissão com dedicação, responsabilidade e competência. Lembre-se desse juramento em seus dias de trabalho!

Nós, enquanto contadores, somos detentores da única ciência que é capaz de cuidar da saúde das empresas. Ciência esta que, quando aplicada, permite que uma empresa cresça próspera e gere riqueza para todos a sua volta, contribuindo assim para a diminuição da pobreza e dos problemas sociais do Brasil. Sem falsa modéstia, temos o poder de mudar a realidade econômica do nosso país. Somos como super-heróis dos tempos modernos.

Nessa etapa de Conscientização existem tem três missões muito importantes

1 – Entender qual é o seu propósito e seu posicionamento no mercado;

2 – Encontrar formas de se livrar da parte do trabalho operacional, chato e escravizador;

3 – Ter claro para si que cabe a você o papel de educar seus clientes e os empresários em geral e ajudá-los.

Passado isso, planeje e execute!

Para tanto, estreite o seu relacionamento com o cliente! O cliente precisa conversar com você. Ah, e não confunda isso com lista de transmissão de e-mails, ligações comprando documentos etc… Seu cliente está repassando para você uma parte muito importante da vida dele, sendo assim, ele precisa conversar com você, e não com um sistema.

Lembre-se que seu cliente está acostumado a receber de seus contadores apenas contas para pagar. Se você chega com um discurso de que a contabilidade consultiva pode ajudá-lo a ganhar mais dinheiro, parece ser algo duvidoso e até mesmo inacreditável. Por isso mesmo, esse processo de educação do mercado deve partir sempre de você. Não espere que os empresários venham a descobrir isso sozinhos. Ou seja, tenha paciência e persistência!

Essa mudança está em suas mãos. Logo, assuma! Vamos parar por aqui hoje e voltamos depois com mais dicas sobre isso. Para tanto, que tal deixar nos comentários o que você mais gostaria de saber sobre a contabilidade consultiva?

Quer conhecer um serviço contábil consultivo?

Como trocar de contabilidade passo a passo

Sobre a PREVISA CONTABILIDADE

Criada há mais de 40 anos, a PREVISA CONTABILIDADE tem como objetivo assessorar os clientes em todas as áreas de seu negócio. Para tanto, a empresa atende segmentos específicos de mercado, além de negócios de diferentes tamanhos. Uma das características da Previsa é seu atendimento com excelência.

 

Fale com a Previsa

Entre em contato já! Podemos ajudar você hoje!

Solicite uma consultoria e descubra o caminho mais seguro, econômico e rápido para o que você precisa no momento:

www.previsa.com.br   +  31 3244-3100  Whatsapp: + 31 99954-0537

 

Solicite um orçamento

Quer saber mais?

Se tiver alguma dúvida, deixe aqui o seu comentário ou entre em contato conosco por meio do site: http://previsa.com.br/contato

Siga-nos também nas redes sociais e inscreva-se no nosso canal para ficar por dentro de todas as novidades do universo da contabilidade.

Facebook: https://www.facebook.com/previsacontabilidade
Twitter: https://twitter.com/previsa
Youtube – Descomplica Previsa: https://goo.gl/zepzly
Blog: http://previsa.com.br/blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *