Gestão financeira de pequenas empresas: 6 dicas para ser mais eficiente

6 de julho de 2016
Compartilhe

Gestão financeira de pequenas empresas: 6 dicas para ser mais eficiente

Toda pequena empresa que procura subir alguns degraus para se tornar uma grande organização precisa ter atenção especial à questão financeira. Isso significa alterar determinadas ações, dando espaço a práticas que aperfeiçoam o funcionamento do caixa da empresa.

Confira, a seguir, algumas dicas para conseguir melhorar a gestão financeira de pequenas empresas e transformar o seu empreendimento em um negócio mais rentável:

1. Controle o dinheiro que a empresa movimenta

A perda de controle sobre os gastos é uma situação muito comum entre os novos empreendedores. Na maioria das vezes, isso acontece porque, quando o negócio é aberto, o seu dono costuma ter pleno domínio sobre todas as ações realizadas ali dentro.

Entretanto, à medida que as atividades vão se expandindo e, consequentemente, gastos maiores vão sendo feitos, o empreendedor perde a percepção sobre a movimentação financeira e acredita que a sua situação é uma quando, na realidade, é outra.

Para evitar que isso aconteça, é fundamental trabalhar com um sistema de controle que coloque no papel ou no computador os números relacionados à entrada e à saída de dinheiro da empresa. Procure se manter atualizado, faça um relatório semanal ou mensal a respeito de tudo o que a sua empresa tem movimentado.

Esse trabalho pode parecer desnecessário em um primeiro momento, mas, a certa altura, se tornará uma prática fundamental e extremamente complexa, exigindo até mesmo a contratação de um profissional especializado dependendo do tamanho do negócio.

Tenha sempre em mente que o controle financeiro é o que você precisa para acompanhar e comandar a evolução da sua empresa.

2. Não misture as finanças pessoais com as jurídicas

Para garantir profissionalismo dentro de sua empresa, é importante que você saiba diferenciar o dinheiro que é seu — como pessoa física — do dinheiro que é da empresa — representada por você como pessoa jurídica. Dessa maneira, é fundamental estabelecer limites para que os excessos não representem riscos para o futuro da empresa.

Para evitar esse tipo de problema, invista em sistemas de gestão financeira, ou seja, em softwares que trabalham com controle financeiro de maneira rigorosa. Na prática, eles funcionarão como um chefe que determinará o quanto você poderá retirar do caixa para uso pessoal, isto é, o que seria equivalente ao seu salário. Não misturar finanças pessoais com jurídicas é uma condição essencial para a sua empresa crescer.

3. Seja transparente com funcionários a respeito das contas da empresa

Uma maneira eficiente de garantir o controle financeiro da pequena empresa é compartilhar alguns dados com os funcionários. Principalmente, nos casos onde a empresa é, na verdade, um negócio da família. Isso ajuda, inclusive, a impedir que o empreendedor se exceda no uso do caixa para interesses pessoais e permita sofrer influência de colaboradores de confiança.

Além disso, é possível contar com dicas para organizar melhor as finanças e exigir maiores responsabilidades por parte de todos os envolvidos no processo. Lembre-se de que pessoas diferentes podem dar ideias diferentes e assim ajudar a melhorar o processo como um todo. Ter transparência nas contas garante seriedade e permite espaço para que inovações aconteçam.

4. Invista em sistemas de automação

Mesmo que você seja um especialista em determinada área, nunca deixe de contar com programas especializados na gestão financeira. Como dito, é muito comum ver empreendedores perdendo o controle sobre a gestão de seus próprios negócios por diferentes motivos. Uma maneira funcional de evitar esse tipo de problema é investindo em sistemas de automação.

Quando não é possível contar com um profissional especializado na gestão, por exemplo, saiba que existem alternativas. Procure em sites especializados e converse com outros empreendedores que já utilizam sistemas em seus empreendimentos. Isso pode fazer toda diferença na sua empresa. De repente, basta instalar um programa (muitas vezes gratuito) em seu computador para organizar ideias e facilitar seu trabalho. Logo, investir em sistemas de automação agiliza o funcionamento de seu empreendimento.

5. Faça o planejamento e a análise do negócio

Essa dica é essencial. Antes de dar início a qualquer ação, planeje. Pense, pesquise, pondere e só então desenvolva sua estratégia. Isso pode evitar problemas no futuro.

Grandes empresas começaram com pouco capital e evoluíram a partir da capacidade de empreendedores de enxergar mais longe e investir em oportunidades que estavam dando sinais dentro do mercado. No entanto, lembre-se: elas só obtiveram êxito porque fizeram a análise certa e, a partir dela, planejaram corretamente como aplicar seu dinheiro.

Da mesma forma, compare resultados a cada ano, semestre e mês. E, se necessário, a cada dia. Isso ajuda a manter os custos sob controle. Mensurar é também uma forma segura de manter o ritmo de crescimento de sua empresa de maneira adequada aos seus interesses. Isso permite que você saiba o que anda funcionando e o que precisa ser mudado.

Planejar e analisar são elementos fundamentais para o sucesso de uma empresa. Algumas técnicas como Canvas, Planejamento estratégico e Plano de negócios estão entre as mais utilizadas.

6. Contrate um serviço profissional para gestão financeira de pequenas empresas

Por fim, sabemos que nem todas essas dicas podem ser facilmente aplicadas no seu negócio. Cada empresa possui suas peculiaridades e, em alguns casos, a sua atuação é de uma complexidade tão grande que é impossível pensar em soluções simples para resolver problemas.

Sendo assim, uma dica interessante é contar com o serviços de profissionais especializados capazes de oferecer o elemento-chave para que sua empresa cresça financeiramente ao adotar todas essas técnicas de maneira profissional e segura. É o caso de escritórios de contabilidade. Uma consultoria contábil oferece soluções práticas e precisas para fazer com que sua empresa deslanche e atinja o patamar que você um dia idealizou.

Independentemente do tamanho do seu empreendimento, é preciso pensar na gestão financeira para garantir que tudo ocorra dentro do planejado e evitar que imprevistos interfiram no crescimento do negócio. Sendo assim, é fundamental que haja uma política de gestão financeira de pequenas empresas para que o funcionamento aconteça adequadamente e que o empreendedor tenha como progredir dentro de sua área de atuação.

Aplicando as dicas aqui citadas você terá mais chances de obter destaque no mercado. Quer saber mais sobre o assunto? Leia este post sobre os aplicativos que podem ajudá-lo na gestão financeira de pequenas empresas!

Fale com a Previsa

Entre em contato já! Podemos ajudar você hoje!

Solicite uma consultoria e descubra o caminho mais seguro, econômico e rápido para o que você precisa no momento:

www.previsa.com.br   +  31 3244-3100 WhatsApp: +31 97196-0369

Ebook Previsa - Guia: Como parar de Perder Dinheiro na Sua Empresa

Fale com a Previsa

Banner BPO
Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *