O RH estratégico e o seu impacto no desenvolvimento da sua empresa

2 de agosto de 2016
Compartilhe

Com o mercado cada vez mais competitivo, as empresas estão em busca de novos caminhos para crescer.

Se antes bastava apenas investir em tecnologia, hoje é preciso garantir que a atuação seja cada vez mais integrada para fazer com que a empresa esteja preparada para os desafios.

Nesse sentido, um setor se destaca:

o de recursos humanos (RH).

Antes considerado um local meramente burocrático, hoje o RH ganhou novos ares e se tornou o RH estratégico.

Neste post, você vai conhecer qual o impacto desse setor no desenvolvimento da sua empresa e como você pode aproveitar essas vantagens.

Confira:

RH estratégico versus RH tradicional

Para entender a importância do RH estratégico, é preciso começar a entender como ele se diferencia do RH tradicional. Se antes o setor de recursos humanos se preocupava tão somente com questões burocráticas — como férias a serem concedidas e salários a serem pagos —, hoje o RH vai além.

O RH estratégico é aquele que faz parte dos planos do negócio e que está inserido em um panorama muito mais complexo. Em vez de apenas administrar etapas burocráticas, o RH estratégico cuida das pessoas da organização.

Além disso, o setor age orientado de dentro para fora — e não o caminho inverso, como faz o RH tradicional. Isso ajuda a aumentar o foco nas pessoas da organização, em vez de prestar atenção apenas aos resultados de negócio.

Dessa forma, enquanto o RH tradicional é um setor meramente burocrático e responsável por etapas relativamente simples, o RH estratégico confunde-se com os próprios objetivos da empresa, sendo um dos setores que levam o negócio ao sucesso.

Os impactos do RH estratégico

E por falar nisso, a presença desse tipo de setor vem aumentando nas empresas porque esse tipo de RH impacta direta e positivamente o desenvolvimento da empresa. Dentre as consequências positivas para a empresa, estão:

Cria uma cultura diferenciada na organização

O RH estratégico age mais focado nas pessoas do que pensando apenas nos resultados de negócio. Isso tem um efeito positivo na empresa, que passa a deter uma cultura de valorização do colaborador.

Eventualmente e em longo prazo, isso muda a cultura da organização em relação aos seus funcionários. Mais do que contratar pessoas, a empresa passa a desenvolver e reter talentos e passa a ser um lugar onde as pessoas se orgulham de trabalhar.

Isso gera o chamado employer branding, que consiste em transformar o negócio em uma espécie de produto que passa a ser desejado por colaboradores cada vez mais especializados e preparados para a função, gerando facilidade no processo seletivo.

Especializa e otimiza rotinas da empresa

O processo seletivo também se torna mais facilitado e especializado com a atuação de um RH estratégico. Com mais visibilidade sobre o negócio, o setor consegue traçar mais adequadamente o perfil correto de candidato para cada vaga, levando a uma escolha mais adequada de talentos.

E não é apenas o processo seletivo que se torna especializado e otimizado. A gestão de benefícios e a própria medição do clima organizacional passam a se tornar mais simples com esse tipo de atuação.

Favorece o uso de recursos disponíveis

Contratar o colaborador certo, mas gastar muito tempo ou dinheiro com treinamentos pode colocar em xeque todo esse processo. Essa é uma situação bem comum com um RH tradicional, mas que é mais rara com um RH estratégico.

Isso porque esse setor voltado para os objetivos da empresa é capaz de colocar em prática suas rotinas otimizadas de tal modo que os recursos sejam adequadamente aplicados, gerando uma economia importante.

Em vez de ter processos seletivos muito longos, por exemplo, o RH estratégico é capaz de condensar essa etapa. Da mesma forma, é capaz de identificar adequadamente quais são as necessidades de treinamento para cada vaga e, principalmente, para cada perfil profissional, evitando que sejam realizadas qualificações pouco efetivas.

Aumenta a satisfação dos colaboradores

No geral, tudo isso leva a um aumento da satisfação dos colaboradores. Eles se sentem mais valorizados dentro e pela organização, possuem perspectiva de crescimento na carreira e estão inseridos em um ambiente mais positivo e favorável.

Como resultado, isso diminui consideravelmente a taxa de rotatividade dentro do negócio, o que economiza recursos e oferece bases mais sólidas para o negócio. O aumento de satisfação também se relaciona diretamente com o aumento de motivação e de produtividade, que tornam a empresa mais lucrativa.

Gera uma vantagem competitiva para o negócio

O grande trunfo do RH estratégico, entretanto, consiste na vantagem competitiva que ele gera para o negócio. Hoje, a tecnologia é um fator de equiparação e não mais de diferenciação entre negócios. O que os torna realmente diferentes entre si são as pessoas que compõem cada negócio e, principalmente, a cultura que existe dentro da empresa.

É papel do RH estratégico, portanto, garantir os subsídios para a criação de uma cultura como essa, fazendo com que o negócio se destaque dos demais. No final, se for aplicado e estruturado da forma correta, esse setor será responsável, inclusive, pela tomada de decisão dos clientes em relação ao negócio.

O desenvolvimento de um RH estratégico

Para que um RH se torne estratégico dentro de uma organização, a etapa mais indispensável é que haja integração entre o setor e a gestão. Ao garantir que os setores estejam ligados e, principalmente, alinhados, o RH começa a assumir uma proposta voltada para os objetivos da empresa.

O uso de tecnologia específica, como softwares de gestão de recursos humanos, também ajuda o setor a se desenvolver, mas o principal mesmo é que o setor trace objetivos e atuações que ajudem a empresa a se diferenciar das demais.

Outro fator indispensável consiste na análise de métricas de modo integrado. Mais do que nunca, o RH precisa se preocupar com taxa de absenteísmo, de rotatividade e com horas de treinamento. Ao cruzar dados com as estratégias e objetivos da empresa, fica mais fácil encontrar o que funciona para que o negócio possa criar uma cultura que gere o diferencial esperado.

A atuação do RH estratégico acontece de dentro para fora, focando na valorização dos talentos e, principalmente, na geração de uma cultura única que leve à vantagem competitiva. Assim, esse setor é, hoje, um dos grandes responsáveis pelo desenvolvimento dos negócios, levando a crescimento e destaque no mercado.

Compartilhe as suas impressões sobre a mudança de panorama para o setor de RH e sua importância cada vez mais estratégica dentro das organizações. Deixe um comentário.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *