BPO FINANCEIRO: o que é fluxo de caixa e como aplicar no seu negócio

27 de janeiro de 2020 BPO Financeiro: o que é fluxo de caixa
Compartilhe

BPO FINANCEIRO: o que é fluxo de caixa e como aplicar no seu negócio

Você tem uma empresa em franco desenvolvimento e com operações diárias (de menor ou maior porte). Por isso, chegou até aqui para ter um conhecimento um pouco maior sobre algumas questões de tramites administrativos do BPO Financeiro– como fluxo de caixa (que está escrito lá no título), certo?

Isso é ótimo! Para o crescimento da sua empresa, organização financeira e administrativa é fundamental. Para isso, você, enquanto empresário, conta com um instrumento básico de planejamento e controle financeiro, denominado fluxo de caixa (ó o spoiler de título novamente).

Então, como você já notou, e sobre FLUXO DE CAIXA que vamos conversar hoje. Interessado? Então, separe uns minutos e vamos conversar!

Conceito de Fluxo de caixa

O fluxo de caixa nada mais é que uma ferramenta que tem como objetivo apurar e projetar o saldo disponível em sua empresa. O foco é ter sempre capital de giro, para aplicação ou eventuais gastos.

Pensando nisso, você deve sempre manter registrado:

  • Todos os seus recebimentos – incluindo vendas a vista ou a prazo, recebimento de duplicatas etc.
  • Tudo que sua empresa pagar – incluindo compras a vista ou a prazo, pagamento de duplicatas, pagamento de despesas etc.
  • Previstos – até o último pagamento e recebimento conhecido ou o máximo de horizonte adequado às necessidades da empresa.

No início do preenchimento do fluxo de caixa, você poderá encontrar algumas dificuldades no que diz respeito ao controle, mas, com o passar do tempo, você conseguirá sentir a ajuda gigantesca na tomada de decisões baseadas em previsões de entrada e saída (já que seu fluxo estará mega organizado).

Manualmente, por planilha ou em programa de gestão financeira

O fluxo de caixa pode ser elaborado manualmente (dependendo do porte da empresa, o que dá mais de trabalho), em uma agenda ou um caderno. Porém, será muito mais fácil, organizado e ágil se for automatizado, por meio de uma planilha eletrônica ou de um programa de gestão.

Agora, você deve estar se perguntando: então, existem mesmo benefícios?

Ao elaborar o fluxo de caixa, você terá uma visão do presente e do futuro

É uma excelente ferramenta para avaliar a disponibilidade de caixa e a liquidez da empresa. Com essa tranquilidade, você conseguirá, de forma eficaz, antecipar algumas decisões importantes, como a redução de despesas sem o comprometimento do lucro, o planejamento de investimentos, a organização de promoções para desencalhe de estoque, o planejamento de solicitação de empréstimos, a negociação para uma dilatação de prazo com fornecedor e outras medidas para que possíveis dificuldades financeiras possam ser evitadas ou minimizadas.

Ou seja, organização é poder!

No que diz respeito à estrutura, não é nenhum bicho de sete cabeças

A estrutura do fluxo de caixa depende da natureza da empresa e das necessidades dos gestores. O resultado do fluxo de caixa é o saldo disponível (em dinheiro disponível no caixa, ou depositado em conta corrente nos bancos etc.) apurado pela diferença entre o total do valor dos recebimentos e pagamentos efetivamente realizados em uma determinada data ou período.).

O saldo final do fechamento de caixa deve corresponder ao valor dos recursos disponíveis no caixa da empresa ou depositados em contas corrente (banco). Complexo? Juramos que nem tanto! Mas, lembre-se de sempre pedir auxílio ao seu contador quando começar esse processo (para que ele verifique se você está fazendo tudo certinho e sem chances de enviar informações erradas para ele depois). Estamos sempre a disposição, sabia?!

Vamos pensar em um pequeno passo a passo?

1 – Lance no “contas a pagar” e no “contas a receber” os compromissos já assumidos e os valores a receber (já conhecidos ou facilmente estimados);

2 – No “contas a pagar”, faça uma estimativa das despesas ainda não lançadas (impostos, contas de água, luz, internet, folha de pagamento etc – pense em tudo que é relativamente fixo em sua empresa). Além disso, tente conhecer a sazonalidade dessas contas, datas de vencimento e possíveis reajustes;

3 – Nas vedas a vista, tenha como base a média diária das vendas que sua empresa realiza normalmente (pense, realmente, com os pés no chão aqui). Considere, também, os meses de movimento mais fortes e mais fracos para fazer uma média.

Separe suas contas da seguinte forma

Recebimentos

Vendas à vista, vendas a prazo, em cheques (inclusive pré-datados) duplicatas, cartões, rendimentos de aplicações, e outros recebimentos.

Pagamentos

Fornecedores, despesas bancárias e financeiras, salários e encargos de funcionários, comunicação – telefonia, internet, correios etc.; manutenções – equipamentos, veículos, prédios, etc.; retirada pró-labore, salários dos sócios que trabalham na empresa, serviços de terceiros, contador, advocacia etc; impostos e contribuições, materiais – escritório, copa, limpeza etc.; investimentos realizados, amortização de empréstimos e dívidas.

O fluxo de caixa auxilia que a a gente mantenha um controle operacional

O que facilita muito sua vida de empresário, acredite! É importante que você saiba que o saldo que constar em seu caixa não indica, necessariamente, que a empresa está tendo lucro ou prejuízo em suas atividades operacionais. A existência do saldo final deve ser confirmada preferencialmente a cada dia.

Saldos diários elevados, tanto negativos quanto positivos, sugerem a necessidade de melhoramentos na organização financeira, pois implicam financiamentos a custos elevados (saldo negativo) ou custo de oportunidade da aplicação (saldo positivo) e que poderiam render juros em aplicações ou melhores condições de pagamento junto a fornecedores. Para ter uma empresa saudável é preciso controlar o fluxo de caixa.

Ou seja, controle se torna poder!

Além disso, a análise de seu fluxo de caixa vai permitir que você trace estratégias para o crescimento da sua empresa, ou para reverter uma possível situação negativa. Uma vez que todas as informações em seu fluxo de caixa podem ser de grande auxílio em sua gestão.

Um resumo é: converse com seu contador e já comece, logo após terminar nossa conversa de hoje, a estruturar seu fluxo de caixa. Analise a estrutura, as variáveis, as limitações, as vantagens… Tudo… Trata-se de uma ferramenta que vai salvar sua organização. Pode confiar!

Saiba mais sobre o assunto:

O que é BPO Financeiro e como começar?

BPO Financeiro: como começar a terceirizar a controladoria da sua empresa?

BPO financeiro serve para todas as empresas

Ainda não possui uma contabilidade que entenda do seu segmento? Tudo bem! Que tal entrar em contato com a gente? A Equipe Previsa terá um imenso prazer em receber você e sua associação. Ficamos te esperando!

ONDE encontrar BPO Financeiro?

Por aqui, na Previsa! Temos uma terceirização eficiente das rotinas financeiras da sua empresa. Nossa equipe especializada gera tempo e lucratividade para os empresários absorvendo tarefas operacionais, gerindo processos e implantando tecnologia no seu financeiro.

Por isso, agora, que terminamos essa conversa, chegou o momento de entrar em contato. Estamos aguardando!

Como trocar de contabilidade passo a passo

Sobre a PREVISA CONTABILIDADE

Criada há mais de 40 anos, a PREVISA CONTABILIDADE tem como objetivo assessorar os clientes em todas as áreas de seu negócio. Para tanto, a empresa atende segmentos específicos de mercado, além de negócios de diferentes tamanhos. Uma das características da Previsa é seu atendimento com excelência.

 

Fale com a Previsa

Entre em contato já! Podemos ajudar você hoje!

Solicite uma consultoria e descubra o caminho mais seguro, econômico e rápido para o que você precisa no momento:

www.previsa.com.br   +  31 3244-3100  Whatsapp: + 31 99954-0537

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *