Como anda o mercado de provedores de pequeno porte

15 de junho de 2021Como anda o mercado de PPP's

Uma coisa é certa: a população mundial não consegue mais viver sem internet. Atividades como trabalhar, estudar e se divertir já estavam atreladas à existência de uma conexão, daqui para frente a tendência é se tornar indispensável. Prova disso é que, em pouco mais de um ano, a quantidade de acesso aumentou 10%,  e junto disto os provedores de pequeno porte.

No Brasil, empresas como Vivo, Oi, Sky, Tim e Claro, conhecidas como Internet Service Providers (ISP’s) incrementam a lista de clientes a cada dia. Mas uma segunda categoria de provedores está se tornando mais popular e atraindo os clientes das gigantes da telecomunicação.

São os Provedores de Pequeno Porte (PPP’s), conhecidos como regionais por não terem cobertura nacional como as concorrentes. Com o crescimento dos PPP’s, o mercado tem registrado mudanças tanto na distribuição, como na participação desses provedores no mercado de internet banda larga fixa e preferência dos usuários.

Os pequenos provedores ocupam um espaço importante, promovendo inclusão digital em locais onde as multinacionais não investem. Com isso, levam sinal de internet em lugares como, bairros periféricos de grandes centros, cidades pequenas, áreas rurais, além de locais de difícil acesso.

Quem são os Provedores de Pequeno Porte

São considerados PPP’s as empresas que possuem até mil funcionários e comercializam planos de acesso à internet banda larga. Além disso, para atender aos requisitos, é necessário que a empresa tenha menos de um milhão e meio de assinantes ativos.

O modelo de negócio está previsto em lei e, em 2018, ganhou mais uma definição. Segundo a Resolução nº 694 de 2018, os pequenos provedores não podem ter participação no mercado acima de 5%. Já em 2019, a Agência Nacional de Telecomunicação, a Anatel, resolveu fazer um recorte mais simples para definir um PPP’s.

Através do Ato nº 6539

O órgão estabeleceu um novo conceito. Conforme o texto publicado, são considerados Provedores de Pequeno Porte todas as empresas que comercializam internet banda larga fixa e não pertencem aos seguintes grupos econômicos:

  • Telefônica;
  • Telecom Americas;
  • Telecom Itália;
  • Oi;
  • Sky/AT&T.

Atualmente

O Brasil conta com cerca de 11 mil empresas de pequeno porte. Algumas com alcance em mais de um estado, como é o caso da Algar Telecom, que atende nada menos que 16 estados federativos, outros limitados a uma pequena região ou cidade. Entre eles podemos citar:

  • Alfa Telecom
  • Cabo Telecom
  • Enter IW
  • Logtel Telecom
  • Pronto Net
  • R7 Telecom
  • Sercomtel
  • Viamarte Telecom
  • Vmax Telecom

Os PPP’s existem para oferecer, entre outros serviços, conexão de internet banda larga fixa nos locais onde as grandes empresas não chegam. Inclusive, é comum a muitas regiões ter somente uma opção de empresa para contratar e desfrutar desses serviços.

O mercado de provedores de pequeno porte

Contudo, o setor de tecnologia experimentou o desenvolvimento, já que as pessoas começaram a utilizar serviços de internet e dispositivos com frequência maior. Isso devido às atividades cotidianas, que passaram a ser realizadas via conexão com a web.

Como a situação atingiu todo o país, os PPP’s viram a quantidade de contratos firmados aumentar significativamente. O mercado de Provedores de Pequeno Porte, que já vinha apresentando crescimento, expandiu ainda mais.

Mas é preciso reconhecer que, um dos fatores que contribuem para o crescimento dos PPP’s, é o meio utilizado para estabelecer conexão, que requer menos investimento em infraestrutura. Isso ocorre porque, diferente dos grandes provedores, a lei permite a essas empresas usar estruturas existentes.

Com o processo de implementação é mais ágil e menos oneroso, os PPP’s tem a oportunidade de expandir a área de atuação. Enquanto isso, as multinacionais precisam passar por um processo burocrático e dispendioso.

PPP’s no mercado vem crescendo rapidamente desde 2016

Quando acumulavam 3,6 milhões dos acessos no país. Ao final de 2018, registraram 7,5 milhões e, em 2019, já eram responsáveis por 9,9 milhões das conexões de todo o país.

Antes da pandemia, os PPP’s representavam 31,3% do mercado de internet banda larga fixa e administravam mais de 10 milhões de contratos no Brasil.

A crise sanitária aumentou a demanda por internet de qualidade

Inclusive em locais não contemplados pelas gigantes do setor. Com isso, os pequenos provedores puderam expandir a oferta de serviços, aumentado a participação no mercado de fornecedores de banda larga.

O Brasil fechou o ano de 2020 com mais de 36 milhões de acessos à internet fixa. Desses, mais de 14 milhões foram viabilizados pelos Provedores de Pequeno Porte. São mais de 22 milhões de contratos ativos, ou seja, 41% de todo o mercado de banda larga fixa.

De acordo com o relatório publicado pela Anatel, no segundo semestre de 2020, os PPP’s já lideravam o setor em 19 estados brasileiros e 3.467 cidades.

Vantagens dos Provedores de Pequeno Porte

Como foi dito anteriormente, em alguns locais os moradores têm somente uma opção para contratar internet banda larga fixa, já que somente os PPP’s atuam na região. Entretanto, os pequenos provedores vêm conquistando clientes, inclusive migrados de outras operadoras.

E alguns aspectos têm contribuído para a ascensão dos PPP’s. Entre eles está o valor dos planos ofertados. Como, em muitos casos, não precisam investir na implementação de infraestrutura completa, conseguem vender os pacotes de banda larga fixa a um preço mais competitivo.

Outro fator a ser considerado e a qualidade da conexão. Por ter menos usuários, conseguem entregar velocidade e menor latência, fazendo com que a transferência de dados seja mais estável que as grandes concorrentes.

Para a Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (ABRINT), a expectativa é que os PPP’s continuem crescendo e, em um futuro breve, concorram diretamente com as grandes operadoras.

Quer saber sobre Contabilidade para provedores de internet

Ainda não possui uma contabilidade para provedor de internet? Tudo bem! Que tal entrar em contato com a gente? A Equipe Previsa terá um imenso prazer em receber você e sua associação. Ficamos te esperando!

Como trocar de contabilidade passo a passo

Sobre a PREVISA CONTABILIDADE

Criada há mais de 40 anos, a PREVISA CONTABILIDADE tem como objetivo assessorar os clientes em todas as áreas de seu negócio. Para tanto, a empresa atende segmentos específicos de mercado, além de negócios de diferentes tamanhos. Uma das características da Previsa é seu atendimento com excelência de contabilidade para empresas de tecnologia.

 

Fale com a Previsa

Entre em contato já! Podemos ajudar você hoje!

Solicite uma consultoria e descubra o caminho mais seguro, econômico e rápido para o que você precisa no momento:

www.previsa.com.br   +  31 3244-3100  Whatsapp: + 31 99954-0537

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *