5 dicas essenciais para melhorar a gestão financeira de Clínicas Médicas

6 de abril de 2018
Compartilhe

A gestão financeira de um empreendimento não é tarefa fácil, são muitos detalhes, informações e controles importantes para que a empresa se mantenha organizada, com as contas em dia, saldo positivo e principalmente regularizada com a Receita Federal.

Se esse não é um assunto fácil para grande parte dos gestores, imagine só para médicos e profissionais da saúde que possuem uma alta carga horária de trabalho e contam com pouquíssimo tempo para os assuntos administrativos e financeiros, além de ter pouco conhecimento aplicado para área de finanças.

Pensando nessa realidade desenvolvemos 5 dicas essenciais para ajudar a melhorar a gestão financeira de clínicas médicas e consultórios.

Vamos ver?

1. Tenha um fluxo de caixa

Uma das dicas mais importantes e o primeiro passo para uma boa gestão das finanças é ter um fluxo de caixa eficiente, controlar a entrada e saída de dinheiro, por exemplo, o recebimento dos atendimentos como receita e os pagamentos de fornecedores, funcionários e contas como despesas.

Com um bom fluxo de caixa o gestor da clínica conseguirá fazer um planejamento financeiro mais realista e ter projeções significativas, o que proporcionará investimentos e contenções conscientes, diminuindo consideravelmente os riscos de prejuízos inesperados.

Veja algumas boas práticas para ter um fluxo de caixa eficiente;

  • Apenas pessoas de confiança e autorizadas devem lançar as informações, isso evita erros ou manipulação de valores.
  • Toda as informações financeiras devem ser lançadas, desde os custos esporádicos até as contas fixas.
  • Organizar o fluxo por despesas e receitas.
  • Determinar um período para verificação do fluxo, seja a cada semana, quinzena ou mensalmente.
  • Conte com softwares de gestão, são ferramentas que podem te ajudar a tornar o seu fluxo de caixa mais automatizado e prático.

2. Planejamento financeiro bem estruturado

O Planejamento é essencial em todos os setores de uma organização e não seria diferente nas questões financeiras de uma clínica médica.

Planejar as estimativas de receitas e despesas ajuda a mensurar os investimentos e controles que devem ser feitos a curto, médio e longo prazo.

Uma ótima estratégia é definir metas reais e fazer algumas projeções dos gastos e faturamentos da clínica médica e assim acompanhar o crescimento do empreendimento e o retorno dos investimentos.

3. Não misturar contas pessoais com as contas da clínica

O caixa deve ser utilizado para pagar e suprir apenas as necessidades da clínica, dessa forma é possível visualizar a sua real situação financeira, caso as contas pessoais e profissionais se misturem vai ser ainda mais difícil mensurar as despesas e lucros.

É muito importante ter foco no controle financeiro e ter bem definido a fonte geradora de renda e despesa, até mesmo para ser possível realizar investimentos na clínica, seja em divulgação, capacitação e contratação de funcionários ou em infraestrutura.

4. Procurar ajuda especializada em contabilidade médica

Mesmo com alguns caminhos que podem ajudar médicos e profissionais da saúde a realizar uma boa gestão a ideia de procurar uma assessoria especializada continua valendo a pena.

A ajuda de um profissional/empresa especializado nas finanças médicas proporcionará uma segurança completa de que a contabilidade e gestão estão sendo realizados com eficiência e qualidade.

A área financeira requer muita atenção, são inúmeros tributos e procedimentos burocráticos para se manter regularizado e em dia, esse acompanhamento especializado pouparia tempo e preocupação e até mesmo gastos desnecessários.

5. Contratar ferramentas digitais

 O mercado oferece várias opções de ferramentas digitais, aplicativos e sistemas, que podem facilitar muito a gestão financeira de uma clínica medica, assim como os sistemas clínicos fazem.

A ContSelf desenvolveu uma solução capaz de descomplicar o processo tributário de uma clínica médica e ainda gerar economia de até 40% mensalmente, o Saúde Pay.

Essa solução realiza o repasse financeiro para cada profissional envolvido em um atendimento, de forma simultânea na hora que o paciente faz o pagamento e automaticamente emite as notas fiscais dos serviços realizados.

Dessa forma a bitributação é eliminada e gera uma economia significativa de 40% em impostos para a clínica, além de contar com um sistema completo para auxiliar na gestão financeira da clínica médica e integrar dados com o sistema clínico.

Como podemos ver esses são alguns passos que vão ajudar a melhorar a gestão da clínica, combinando um pouco de cada um deles o processo de gestão ficará bem mais simples e o controle financeiro da clínica mais eficiente.

 

Fale com a Previsa

Entre em contato já! Podemos ajudar você hoje!

Solicite uma consultoria e descubra o caminho mais seguro, econômico e rápido para o que você precisa no momento:

www.previsa.com.br   +  31 3244-3100  Whatsapp: + 31 99967-7662

 

Solicite um orçamento

Quer saber mais?

Baixe o Guia do eSocial Previsa clicando acima no banner ou aqui: https://materiais.previsa.com.br/guia-efd-reinf

 

ebook EFD-REINF

Baixe o Guia do eSocial Previsa clicando acima no banner ou aqui: https://materiais.previsa.com.br/guia-esocial

 

Baixe o guia do eSocial Previsa

Se tiver alguma dúvida, deixe aqui o seu comentário ou entre em contato conosco por meio do site: http://previsa.com.br/contato

Siga-nos também nas redes sociais e inscreva-se no nosso canal para ficar por dentro de todas as novidades do universo da contabilidade.

Facebook: https://www.facebook.com/previsacontabilidade
Twitter: https://twitter.com/previsa
Youtube – Descomplica Previsa: https://goo.gl/zepzly
Blog: http://previsa.com.br/blog

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *