Seleção de fornecedores: 8 critérios que vão ajudar a sua empresa de telecom

4 de agosto de 2016
Compartilhe

A seleção de fornecedores impacta diretamente no setor financeiro e na relação de uma empresa com os seus clientes.

E, no ramo de telecom, definir critérios nessa escolha é fundamental, pois se trata de uma área na qual as marcas trabalham com a expansão das suas redes e convivem com reclamações frequentes dos clientes.

Logo, é uma forma de garantir a saúde financeira do seu empreendimento e de demonstrar preocupação em entregar produtos e serviços qualificados ao público.

Afinal, quais são esses critérios na seleção de fornecedores para a sua empresa? Não existe um modelo padrão, mas, neste artigo, apontaremos 8 parâmetros que são imprescindíveis para analisar a viabilidade de qualquer fornecedor.

Confira os 8 critérios que vão ajudar a sua empresa de telecom:

Qualidade

Parece básico, mas é sempre importante lembrar que a qualidade do produto oferecido pelo fornecedor é a mesma que o seu público, interno ou externo, consumirá.

Portanto, para atender a expectativa e entregar uma experiência qualificada para ambos, deve-se ficar de olho nos padrões de qualidade estabelecidos por seus fornecedores, desde a escolha das matérias-primas até os processos de produção.

A reputação e a percepção da imagem da sua empresa estão estreitamente ligadas aos produtos que você comercializa ou consome internamente. Funcionários insatisfeitos rendem e produzem menos, já os clientes deixam de comprar novamente, cancelam assinaturas e se tornam detratores da sua marca.

Preço

Quanto você costuma gastar em sua empresa com a compra de materiais e com mensalidades de serviços?

20%, 30%, 50% ou mais do seu faturamento?

Então, os valores gastos com fornecedores precisam ser cobertos depois com os preços de vendas das suas ofertas.

Estas, por sua vez, devem pagar os custos de produção, o pessoal e ainda sobrar para a margem de lucro.

Vale ressaltar a importância de negociar preços e condições de pagamento com seus fornecedores. Quanto maior e melhor a relação com eles, mais chances de conseguir descontos na aquisição de materiais e renovações de contratos.

Histórico

Na hora de avaliar uma empresa fornecedora, é relevante consultar a história dela no mercado. É o momento de verificar:

  • o seu tempo de atividade;
  • o currículo dos seus gestores e dos seus principais diretores;
  • a existência de premiações e de matérias na imprensa geral e especializada.

O passado do fornecedor pode refletir muito sobre o presente e o futuro quanto à estrutura, aos processos internos, aos produtos, aos serviços e outros fatores. É importante ver se houve períodos de crescimento, de queda e de estagnação e outras etapas relativas à economia e ao porte adquirido pela empresa ao longo do tempo.

Clientes

Os clientes dos fornecedores também fazem parte de um dos fatores a serem analisados no histórico.

Eles têm muito a dizer sobre a estrutura da empresa e representam uma prova social relevante para a imagem da marca.

Por exemplo: um fornecedor que já atendeu ou segue atendendo outra grande organização de telecom ou de segmentos similares (como TI) apresenta garantias muito mais interessantes do que se cobrisse empreendimentos de outras áreas.

Você pode, inclusive, consultar depoimentos desses outros clientes ou até mesmo marcar reuniões com seus representantes para saber a opinião deles sobre o trabalho entregue por determinados fornecedores.

Ter boas indicações ou referências sempre ajuda a tomar uma decisão de compra mais segura.

Serviço

Por serviço, neste tópico, não estamos falando de uma oferta do fornecedor, que pode ser um serviço, mas sim de toda a cadeia de processos que envolve a comercialização dos seus produtos.

Tratamos aqui da importância de proporcionar um bom atendimento, um suporte que atenda em diversos canais e na maior disponibilidade de tempo possível, de cumprir os prazos de entrega e de oferecer segurança nas embalagens dos produtos, por exemplo.

Todos esses são detalhes que agregam valor à relação comercial entre os fornecedores e as empresas contratantes.

Posicionamento

Esse é o critério mais subjetivo de todos, porém um dos mais importantes.

Ele leva em conta a visão, a missão e os valores dos fornecedores que você pretende fazer negócio.

É relevante que essas características estejam alinhadas ou ao menos sejam próximas dos ideais da sua empresa.

Essa compatibilidade de ideias ajuda a melhorar a relação entre ambas as partes e minimiza os riscos de conflitos de interesse. Ademais, ela é benéfica para manter um padrão de qualidade de produtos e de serviços.

Atualização

É interessante observar a forma como um fornecedor se reestrutura com o tempo.

Em qualquer empresa é normal, ou deveria ser comum, haver mudanças e inovações em processos, produtos, gestões e em outras áreas que levem a uma melhora na produtividade e na qualidade dos resultados gerados.

Essas condições precisam ser observadas nos fornecedores, até porque isso faz diferença na oferta que será posteriormente repassada aos clientes da sua empresa.

Na área de telecomunicações, as atualizações são cruciais, pois é um setor que depende da eficiência e dos novos recursos tecnológicos para propiciar um serviço que seja condizente às expectativas e ao que é pago pelo público.

Por exemplo, o fornecedor que investe no aprimoramento de um novo método, mais eficiente e econômico, de desenvolvimento do seu principal produto, certamente trará mais benefícios para as empresas que costumam comprar esse mesmo produto.

Para esses clientes, é a garantia de comprar mais barato por uma mercadoria melhor, podendo repassar isso no valor cobrado aos seus consumidores.

É uma cadeia comercial na qual todos saem ganhando por uma iniciativa do fabricante.

Estabilidade financeira

Por fim, um critério que deve ser analisado cuidadosamente é o quanto os seus fornecedores estão saudáveis financeiramente.

Ter uma ideia ou a certeza do momento econômico deles traz o respaldo necessário principalmente em negociações que envolvem contratos de longo prazo.

Você, como cliente, deve ter as garantias de que o fornecedor não quebrará durante o contrato e que terá plenas condições de manter a qualidade dos produtos e serviços, o tempo de entrega e outros detalhes importantes para o relacionamento entre as empresas.

Durante a seleção de fornecedores, é fundamental seguir os critérios apresentados para guiar uma escolha segura e menos arriscada para a sua empresa.

É importante analisar cada ponto levantado, desde a qualidade da oferta negociada, passando pelo preço, história, serviço, valores, inovação até a segurança econômica do fornecedor.

Atender a todos esses parâmetros assegura uma experiência mais enriquecedora aos seus colaboradores e, principalmente, aos seus consumidores finais.

E na sua empresa de Telecom, quais desses critérios você já costumava adotar na seleção de fornecedores?

 

Fale com a Previsa

Entre em contato já! Podemos ajudar você hoje!

Solicite uma consultoria e descubra o caminho mais seguro, econômico e rápido para o que você precisa no momento:

www.previsa.com.br   +  31 3244-3100  WhatsApp: + 31 97196 0369

Leia também:

Serviços de Telecom a uma alíquota de ICMS mais justa?

Como devo trabalhar SVA X SCM na minha empresa de Telecom?

Seleção de fornecedores: 8 critérios que vão ajudar a sua empresa de Telecom

 

Se você gostou deste artigo e quer saber como a Previsa Contabilidade também pode ajudar o seu negócio, entre em contato conosco.

Blog: http://previsa.com.br/blog
Facebook: https://www.facebook.com/previsacontabilidade
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCNnAbF8ms6SzsW6oxr9ufBw
Twitter: https://twitter.com/previsa

 

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *